Seja bem-vindo. Hoje é . Deus lhe abençoe!

REFLEXÃO: Como escolher um candidato frente às eleições?


Imagem da internet
A Bíblia diz em Mateus 7. 16 e 17: “Pelos seus frutos os conhecereis. É possível alguém colher uvas de um espinheiro ou figos das ervas daninhas? Assim sendo, toda árvore boa produz bons frutos, mas a árvore ruim dá frutos ruins.”

De acordo com Mateus, Jesus estava usando uma linguagem clara de forma que todos os ouvintes pudessem entender por meio do discernimento em relação a produtividade, ou seja, os frutos produzidos por cada árvore.

Era comum para os judeus o cultivo de figos (figueira), uvas (videira) e azeitonas (oliveira). Eles sabiam precisamente o que cada árvore produziria. Portanto, por meio dos frutos, se conheceria o tipo de planta.

Com muita prudência, reverência e humildade, gostaria de usar um trecho do aludido texto declarado por Jesus, para me dirigir ao assunto: “Como escolher um candidato frente às eleições?”.

A maneira mais clara e com maior chance do eleitor não se decepcionar em dar o seu sagrado voto, haja vista, que só Deus conhece o coração do homem, é procurar conhecer um pouco sobre a vida do candidato, se é ficha limpa, e a filosofia de seu partido.

Quais são os valores morais, éticos e outros que o partido defende, qual o posicionamento que o partido tem sobre a instituição mais antiga da qual se perpetua os seres humanos, ou seja, a família? Qual o plano de governo que esse candidato apresenta?

Existem muitas observações além dessas. Mas, analisando as que aqui foram citadas, dá para nós discernirmos um pouco que tipo de fruto essa árvore (candidato) poderá produzir.
Imagem da internet

Em Provérbios 28:12, a Bíblia afirma: “Quando os justos triunfam, há grande glória; quando os ímpios tomam o poder, o povo corre em busca de um lugar para se esconder.”

E ainda em Provérbios 29.2: “Quando o Justo governa o povo se alegra, mas quando o ímpio domina o povo geme.”

Que Deus abençoe o Brasil. Fazendo com que cada eleitor tenha consciência e sabedoria na hora de escolher o seu candidato. Dependendo de sua escolha, você estará contribuindo para o progresso de seu país, ou para a desgraça dele. Nós somos o que pensamos e somos o que escolhemos! “Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo ao qual escolheu para sua herança.” (SALMOS 33.12).

Em Cristo,
Pastor Deuramar Ribeiro Leite – setembro de 2018

POSTAGENS POPULARES